Quem somos

O MAM-Portugal foi criado em Janeiro de 2016 com o objectivo de combater e erradicar o especismo e as suas múltiplas intersecções com os demais sistemas de opressão (e.g., sexismo, racismo, capacitismo, xenofobia, heterossexismo, classismo, ageísmo, cissexismo, etnocentrismo, sionismo, capitalismo e imperialismo). Este movimento surgiu no âmbito de uma rede internacional que tem organizado, desde 2012, a Marcha pela Abolição dos Matadouros em diversos países (e.g., Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, EUA, França, Índia, Reino Unido e Suíça).
O MAM-Portugal reúne activistas anti-especistas/anti-carnistas/abolicionistas que, através de diferentes estratégias políticas (e.g., debates, acção directa não-violenta, projecções fotográficas e exibição de documentários), pretendem contribuir para a libertação animal/total, ao mesmo tempo que assumem perspectivas interseccionais e procuram estabelecer políticas de aliança com outros movimentos sociais com vista à abolição de todas as formas de injustiça social, opressão e dominação.
O MAM-Portugal é um colectivo horizontal, anti-capitalista e não-partidário que actua no sentido de potenciar a igualdade, a autonomia e as relações de cooperação e de apoio mútuo. Reconhece e valoriza (internamente) a diversidade de género, orientação sexual, classe, idade, raça/etnia, orientação relacional, diversidade funcional, origem geográfica, entre outros.

Anúncios
%d bloggers like this: